May 212012
 

Durante os meses de Março e Abril ocorreu no SESC Ribeirão Preto um evento repleto de atividades de cultura hacker, chamado Hackeria. O Laboratório Hacker de Campinas (LHC) participou dando oficinas em dois finais de semana.  Não consegui encontrar a grade no site do SESC, porém está disponível no TecnoArteNews.

Uma das oficinas tratou da radiocomunicação, com discussões sobre radiodifusão, radio amadorismo, legislação e um bom tanto de prática: uma pequena estação transmissora foi montada com os participantes, que ficaram transmitindo e receptando nos arredores do local. Contou com a participação de um público bem jovem, que pareceu bem interessado e se divertiu muito.

A segunda oficina foi sobre desenvolvimento com Arduino, totalmente prática, com os conceitos básicos de programação e eletrônica sendo explicados durante o desenvolvimento dos projetos. Iniciamos com projetos bem simples que foram executados pelos participantes individualmente ou em duplas, partindo de piscar leds em uma determinada frequencia, uso de componentes de entrada, como potenciometros, botões e sensores de luz, até emissão de som com piezoelétricos. Depois passamos por projetos com complexidade um pouco mais elevada, unindo o uso de alguns destes componentes, e por fim fizemos um sintetizador de som com todos os participantes contribuindo juntos. Também foram apresentados alguns projetos utilizando o Arduino, como o TV-B-Gone.

Considerando que cada uma das oficinas teve duração de 6 horas, creio que muito conteúdo foi passado, mas de forma que todo mundo tenha conseguido assimilar bastante conhecimento. Sem dúvidas foi uma oportunidade muito legal de compartilhar um pouco do que sabemos, conhecer o pessoal do SESC Ribeirão, e tomar um chopp no Pinguim. Gostaria de aproveitar para agradecer a Michelle Magrini, que entrou em contato com a gente e viabilizou nossa participação no Hackeria. Esperamos participar de outros eventos lá no futuro.

Na sequencia, algumas fotos do evento tiradas pela Flávia Ferreira, que também trabalha no SESC.

Dec 042011
 

Dentre as várias atividades do Laboratório Hacker de Campinas (LHC), devido ao seu caráter prático, e normalmente de formato mais acessível para iniciantes em um tema, creio que as oficinas sejam a melhor forma de atrair mais pessoas para nosso espaço. E nos dias 19, 20, 26 e 27 de Novembro, realizamos a oficina gratuita “O que é o Arduíno?” na sala de Internet Livre do SESC Campinas.

Durante os quatro dias, eu e o Rafael Antognolli estivemos compartilhando informações com cerca de 20 pessoas que participaram da oficina. Os participantes eram bem heterogêneos,  variando de 7 a “muitos” anos, alguns sendo programadores ou alunos de mecatrônica  enquanto outros não tinham nenhum conhecimento técnico. Também contamos com a  colaboração do Alejandro, Celso, Leandro (acidx) e Thadeu Cascardo, membros do LHC, que apareceram em alguns destes dias, dando uma dinamicidade muito legal para a oficina.

Foto da Oficina no Sesc

Foto da Oficina no Sesc

O evento não exigia matrícula, e a maioria das pessoas que participaram simplesmente  estavam passando pelo local e decidiam aprender um pouco. Desta forma, a oficina tinha uma função muito introdutória, demonstrativa, com foco em pequenos projetos que  pudessem ser concluídos em pouco tempo ao invés de um grande projeto a ser desenvolvido por horas. Assim, foram feitos exemplos de uso de leds, sensores de luminosidade e de distância, botões, potenciômetros, servo motores e emissão de som com piezoelétricos.

Após algumas  montagens esses elementos eram unidos para gerar projetos um pouco mais elaborados. No fim iniciamos a montagem de um carrinho que se esquivaria de obstáculos, porém este não foi concluído. Possivelmente seguiremos com ele nas atividades da Introdução ao Arduino, às terças.

Para quem não conhece o Arduino, é uma plataforma de hardware livre, projetado com um microcontrolador de placa única, possui ambiente de desenvolvimento e linguagem de programação própria, que é semelhante ao C++. Possui várias bibliotecas que fazem com que a interação com os mais variamos componentes se torne muito simples. Por isso tem sido usado por artistas e hobbystas.

Um bom ponto de partida para os interessados, é a página do projeto.